Pagamento por celular supera pela primeira vez o uso de dinheiro.

Tempo de leitura: 2 minutos

No Brasil o pagamento por celular respondeu por 8% das vendas

Através de uma pesquisa feita pela empresa FIS, que oferece soluções financeiras e tecnológicas para lojas e até bancos, foi constatado que em 2020, pela primeira vez o pagamento feito por meio de carteiras digitais superaram o pagamento em dinheiro em espécie.

O estudo considerou os dados levantados em 41 países do mundo todo no ano de 2020, e constou uma queda de 10% no número de pagamentos feitos em dinheiro no varejo. O pagamento em dinheiro esteve presente em apenas um quinto de todas as transações.

A região da Ásia ainda é o continente que mais utiliza as carteiras digitais, junto com o Oceano Pacífico. Assim, 40% das vendas nas lojas foram feitos através de aplicativos como Google Pay, Apple Pay, Samsung Pay e até mesmo cartões de crédito que funcionam com a tecnologia contactless.

A pandemia contribuiu para a queda da popularidade do dinheiro, pois para evitar o contato físico e o risco de contaminação do vírus o pagamento feito pela carteira digital se torna a melhor alternativa. A estimativa é que o uso do dinheiro continue em queda, chegando a 12,7% das vendas e que o pagamento feito digitalmente esteja presente, em 33,4% das compras físicas.

Brasil faz mais pagamento em dinheiro que por celular

O estudo foi feito por regiões em países e constatou que as carteiras digitais não faz parte da rotina financeira dos brasileiros. Os cartões físicos foram mais utilizados nos pontos de venda do que o pagamento por aproximação.

Precisamente, 35% dos pagamentos em lojas físicas foram feitos com dinheiro em espécie, 34% com cartões de crédito, 20% nos cartões de débito e somente 8% com carteira digital, como Apple Pay, Samsung Pay e Google Pay, entre outras como PicPay e MercadoPago.

Já o mesmo estudo para o comercio eletrônico, sobe para 43% as vendas pelo cartão de crédito e as carteiras digitais, 17% o pagamento pelo celular. E por fim cartão de débito 13% e dinheiro em espécie com apenas 1%.

Em uma visão geral, na América Latina os pagamentos feitos em dinheiro caíram 34,7% , já os cartões de crédito e débito passaram a ser os métodos de transação mais utilizados.

Na soma de todos os países da região, compras feitas em dinheiro estavam em 38% das vendas e o pagamento por celular em somente 6,4%, ficando atrás apenas dos cartões de crédito e débito. Para 2024 estima-se que 24,3% do comércio físico aconteça em espécie e os celulares cheguem a 12,4%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *