PIX: saques no comércio começam no 2° trimestre de 2021

Tempo de leitura: 2 minutos

QR Code será usado em nova modalidade de pagamento eletrônico, o PIX

O lançamento da nova modalidade de pagamentos do Banco Central mal aconteceu e o PIX ja traz outra novidade, a partir do segundo trimestre de 2021 será possível fazer saques em estabelecimentos comerciais, utilizando o PIX, sistema de pagamento instantâneo.

“A possibilidade de sacar em estabelecimentos comerciais vai dar mais opções de saque para toda a população, independentemente da instituição na qual os cidadãos possuam conta, além de trazer mais conveniência e capilaridade ao serviço”, disse o Banco Central (BC) no Twitter.

O novo sistema de pagamentos instantâneos entrará em vigor em 16 de novembro. A ferramenta funcionará 24 horas por dia e os pagamentos serão processados em segundos. A ideia é substituir as transações com dinheiro em espécie ou por meio de transferências bancárias (TED e DOC), e débitos por transações efetuadas entre pessoas.

As transações poderão ser feitas por meio de QR Code (versão avançada do código de barras lida pela câmera do celular) ou com base na chave cadastrada. O consumidor não precisará ter conta em banco, como ocorre com os cartões. Bastará abastecer a carteira digital do PIX para enviar e receber dinheiro.

O cadastro das Chaves PIX – combinação com telefone celular, CPF, CNPJ e e-mail necessária para operar a carteira digital – está previsto para começar no 5 de outubro. Mas alguns bancos e instituições de pagamentos se anteciparam e já estão fazendo o cadastro das chaves, como o banco Neon e Nubank.

Segundo o BC, o PIX será livre para pessoas físicas. O valor de R$ 0,01 para cada dez transações será assumido pelas pessoas jurídicas que aderirem ao sistema. Portanto para o consumidor (PF-PF) final será gratuito, já para operações que envolvam PF-PJ as empresas deverão ter algum custo na transação. Valores estes ainda não divulgados pelas empresas que aderiram ao PIX, que somam quase 1000 bancos, instituições financeiras e empresas de meios de pagamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *